Cotidiano

Plantas ajudam a diminuir os efeitos negativos das cidades


Aquele cansaço, estresse, depressão e ansiedade que tanto te atrapalham no dia a dia, especialmente se você mora num centro urbano, prejudicam, e muito, sua saúde. O desencadeamento de doenças como alta pressão arterial, irritações na pele, diabetes e problemas cardíacos são algumas das várias consequências de levar uma vida com rotina pesada, que é a realidade no nosso país.

Graças à natureza, é possível minimizar e tratar os efeitos da urbanização intensa, a qual deixa o entorno repleto de objetos e construções artificiais, distanciando o homem dos recursos naturais capazes de agregar na sua saúde e estado emocional. Com isso, o contato com as plantas se torna uma chave para conciliar bem-estar com sua produtividade em sua rotina, especialmente no momento conturbado gerado pela Covid-19.  Então, se você está lendo isso agora pode ir se planejando para inserir algumas amigas que nascem da terra em sua casa.

Pesquisadores do Centro Médico Universitário de Amsterdã, na Holanda, realizaram um estudo que indica que quando se vive próximo a natureza, as chances de desenvolver depressão caem 21%, além de melhorar qualidade de sono, parte cognitiva, imunidade, ajudar em questões cardíacas e pulmonares, reduzir tensão muscular e possibilidade de desenvolver obesidade e diabetes. Grande parte desses benefícios vem da consequência do efeito do aroma e da própria imagem da planta que atuam na maioria das vezes como relaxante para o nosso corpo.

Dessa forma, a filtração do ar, reduzindo o gás carbônico e tirando outras substâncias que comprometem a saúde do sistema respiratório, desencadeiam uma série de melhorias na sua rotina, como a disposição, uma vez que quanto mais oxigênio é inalado, mais oxigenado o cérebro fica, ajudando no raciocínio e energia. Algumas plantas específicas têm essas características acentuadas, como o alecrim, hortelã, lavanda e manjericão.

Os ácaros, fungos e poeiras acumulam nos ambientes por excesso de umidade que atrapalha o ser humano de várias maneiras diferentes, como nas doenças respiratórias e também contribuem para a poluição visual, a qual não é boa para nosso dia a dia. Por ser uma situação recorrente em nossa vida, não paramos para questionar o que poderia melhorar em nossas rotinas se esses elementos fossem abrandados. Segundo a NASA, algumas plantas têm a capacidade de melhorar esses aspectos, sendo o lírio da paz indicado para ambientes pouco iluminados, pois absorve a umidade para crescer, e o clorofito reduz 90% as impurezas do ar em apenas 48 horas.

Portanto, a casa de todos pode se tornar um ambiente muito mais agradável e relaxante com a presença de plantas e ainda tem o potencial de ajudar com problemas psicológicos causados pelo estresse. Fica a dica!